domingo, 3 de fevereiro de 2013

Dona Lídia.

”Nunca olhei pros lados, Pra não perder a direção, Nem senti meus passos... Na marcha cega, Encontro uma razão, talvez perca o emprego, talvez a sua resposta seja não, Quero dar um jeito...  De conseguir pagar a prestação, de passear na grama do parcão... De respirar deitar ao sol que brilha”




Nenhum comentário:

Postar um comentário